Chocolate vira tendência na gastronomia e agita destinos ligados ao cacau

De terrível vilão a auxiliar luxuoso nas dietas, o chocolate tornou-se o "queridinho" do mercado e nutricionistas já indicam o consumo do produto ainda no café da manhã

Os benefícios do chocolate na dieta, apontados por recentes estudos científicos, levaram muitos nutricionistas a recomendar uma boa fatia de bolo de chocolate já no café da manhã. Com moderação, o produto pode ajudar no combate ao envelhecimento precoce, manter o controle da pressão arterial, auxiliar na fadiga crônica e combater o câncer de pele. O ideal, de acordo com os cientistas, é que o produto tenha pelo menos 70% de cacu e não tenha adição de leite, já que a bebida torna o produto mais alcalino, diminuindo os ingredientes que trazem os benefícios.

Com essa retomada do empoderamento do chocolate, regiões onde o cacau é tradicional voltaram a fazer parte de roteiros turísticos. Desde o México, onde os grãos eram usados em rituais pelos antigos indígenas, até a Bélgica e Suiça, meca dos chocolates mais finos e reconhecidos no mundo, o produto tem influenciado na definição de rotas. A união do turismo e gastronomia tem levado milhares de pessoas a descobrir que as viagens podem ser muito saborosas.

Bruxelas (Bélgica) - Bélgica é destino tradicional e o chocolate por lá é coisa séria, com inúmeras chocolaterias artesanais. Anualmente cada belga consome cerca de oito quilos e Bruxelas não deixa nada a desejar em relação ao produto, inclusive com um museu. O Museu do Cacau e do Chocolate mostra a história e o processo de produção da iguaria;

Oaxaca (México) - Capital do estado de Oaxaca, a cidade (foto) respira chocolate, inspirada pelos antigos habitantes da região, que foram os primeiros a usar a semente. É muito difícil não ser parado por comerciantes, durante a caminhada pela cidade, que oferecem seus produtos, nas mais diferentes formas, aos turistas;

Zurique (Suiça) - Conhecido por produzir o melhor chocolate do mundo, na associação de produtos de alta qualidade, como o cacau e o leite, a cidade é destino dos chocólatras. A cidade oferece aos moradores e turistas, em alguns anos, o salão do chocolate, com a participação de grandes e pequenos produtores;

Hershey (Estados Unidos) - A antiga cidade de Derry Church foi tão influenciada pela fábrica construída em 1896, por Milton Hershey, que acabou trocando seu nome. Conhecida como "chocolatetown", a cidade oferece museu e parque temático, hotel temático e spas que utilizam terapias à base de caceu e chocolate;

Paris (França) - O luxo e a sofisticação da cidade refletem nos chocolates oferecidos nas melhores casas da capital francesa. De 28 de Outubro a 1 de Novembro a cidade oferece a franceses e turistas o Salão Internacional do Chocolate, na Porta de Versalles, com as novidades das chocolaterias francesas e das mais famosas dos cinco continentes;

Nova Iorque (Estados Unidos) - Uma das maiores cidades do mundo não fica indiferente ao chocolate. Uma das grandes atrações para chocólatras que visitam a "Grande Maçã" é a loja da M&M´s na Time Square. Também há uma Exposição Internacional do Chocolate em domingos de Outubro (30) e Dezembro (11);

Bariloche (Argentina) - A chocolateria artesanal é forte na região, principalmente pela influência dos imigrantes alemães e suiços que se instalaram na região. O clima frio na cidade patagônica inspira turistas a uma boa caneca de chocolate quente no final da tarde, um bom alfajor para acompanhar o café e mesmo os bombons com os mais variados recheios;

Guayaquil (Equador) - O Equador é considerado o país que produz o cacau mais puro do mundo. Diante disso desenvolveu um roteiro turístico voltado para a fruta, mostrando desde o cultivo até o processo de produção do chocolate;

Gramado (Brasil) - Conhecido pelo Natal Luz e o Festival de Cinema, Gramado também é meca do chocolate no sul do país. Com foco na chocolateria artesanal, as lojas oferecem desde os clássicos, até a associação com todos os tipos de frutas, primando pelo sabor e qualidade. Como é uma cidade fria, o chocolate ajuda a aquecer o corpo no inverno;

Acra (Gana) - Cultivado na região africana desde o século 19, o cacau é um dos principais produtos de exportação. Existem roteiros turísticos que mostram a produção do cacau, brindando os visitantes com um tipo especial de chocolate, assim como receitas que fogem à gastronomia clássica.

Todos esses destinos podem ser encontrados com as melhores tarifas em Eu Ando pelo Mundo.