El Calafate é um paraíso para amantes do gelo

A cidade, mundialmente conhecida pelo Glaciar Perito Moreno, criou um Centro de Estudos para contar a história dos glaciares e um bar de gelo

Uma pequena cidade da Patagônia argentina, com pouco mais de 21 mil habitantes, tornou-se um símbolo de beleza e destino dos ecoturistas de todo mundo: El Calafate. Porta de entrada do Parque Nacional Los Glaciares - criado em 1937 e Patrimônio da Humanidade desde 1981 - e ponto de partida para a visita ao maior glaciar horizontal do planeta, o Perito Moreno, a cidade, que tem no turismo um importante componente de sua economia, reinventa-se sempre, como forma de atrair cada dia mais visitantes.

Às margens do Lago Argentino, com clima agradável durante o Verão (cerca de 15ºC de média) e muita luminosidade, El Calafate deixou de ser apenas uma atração de Inverno e passou a ser destino durante todo o ano. Segundo dados da Secretaria de Turismo da cidade, o parque chega a receber mais de 17 mil visitantes por mês, aumentando em períodos da quebra do braço do glaciar, quando os turistas ficam horas esperando pelo grande show.

Com uma rede hoteleira bem estruturada, bons restaurantes, lojas com o que há de melhor em artesanato regional e paisagens de tirar o fôlego, El Calafate quer oferecer ainda mais aos turistas. Um dos projetos criados foi o Glaciarium (foto), MUseu do Gelo Patagônico, um centro de estudos sobre os glaciares, não apenas da Argentina, mas de todo o mundo.

Com arquitetura vanguardista, o museu oferece várias salas com elementos multimídia, chamando à interatividade. O material está à disposição em vários idiomas e abrange os mais diversos temas, mas sempre com foco na glaciologia. O espaço também apresenta, de meia em meia hora, um filme 3D sobre o Parque Nacional Los Glaciares, mostrando em detalhes os glaciares que compõem o parque, mas com especial atenção a Perito Moreno.

Esse e outros destinos você encontra sempre com as melhores tarifas em Eu Ando pelo Mundo.

Bar de gelo para animar o pessoal

O Glacio Bar Branca quer estimular a experiência com o gelo

Bar de gelo não é novidade, mas associado a um Centro de Estudos sobre Gelo, certamente. Por isso o Glacio Bar Branca tem feito tanto sucesso. Instalado no subsolo do Glaciarium tem paredes de gelo, que também são o elemento do mobiliário e dos copos.

A temperatura ambiente é de -10ºC e os turistas pegam pesados capotes na entrada para aproveitarem o bar. A entrada, a 180 pesos, inclui bebidas destiladas, aperitivos, licores e bebidas sem álcool. Crianças a partir de 3 anos podem entrar no bar.