Passarelas de vidro viram atração em todo o mundo

06/10/2016

Privilegiar o visual e permitir uma outra visão de atrações turísticas e cidades. Esse desafio tem sido vencido por especialistas em todo o mundo com a utilização de vidro transparente, fazendo com que os turistas tenham uma experiência única. Na verdade essas passarelas brincam com o velho sonho de Ícaro, de voar, sentir-se livre das amarras da gravidade.

Alguns belos exemplos:

Grand Canyon (Arizona - Estados Unidos) - Os índios da região construíram uma passarela de vidro na parte Oeste do Grand Canyon (foto). A passarela, que se distancia 21 metros das muralhas do canyon permite uma visão panorâmica do Rio Colorado, a mais de 1.200 metros de altura. Ingressos a 71,38 dólares;

Glacier Skywalker (Banff - Canadá) - Passarela de vidro que permite uma visão privilegiada do glaciar. A 280 metros de altitude, os turistas podem observar glaciares espetaculares e cascatas de tirar o fôlego, ao som das águias que fazem ninho na região, além de muitos outros pássaros. Ingressos a 32 dólares canadenses (meia a 16 dólares e crianças até 5 anos, gratuito);

Skyslide (Los Angeles - Estados Unidos) - No topo do prédio do U.S. Bank, no centro de Los Angeles, foi construído um tobogã de vidro, que liga o 70º andar até o mirante do 69º. Os ingressos para visitar o prédio saem por 25 dólares. O tobogã permite uma visão panorâmica da cidade de Los Angeles e, em dias mais limpos, a vista pode chegar às montanhas e às praias;

Montanha Tianmen (Província de Hunan - China) - No Parque Nacional de Zhandjiajie foi construída uma passarela de 430 metros de comprimento e 1,6 metro de largura. A obra, a 1.400 metros de altura, permite uma visão panorâmica do parque e fica no chamado "Penhasco do Dragão Enrolado", sendo a terceira construção em vidro na região;

Lago Shyan (Changsha - China) - Para levar os moradores da região e turistas a verem melhor a região foram construídos banheiros e uma passarela de vidro na copa das árvores. Além da visão do lago, as pessoas observam ainda as florestas em vários tons no Outono. A expectativa agora é quebrar a resistência dos usuários, que sentiram-se devassados com as paredes de vidro.