Turismo americano investirá no Brasil

23/09/2016

A US Travel Association avisou, na última terça-feira (20/09), que voltará a investir na América Latina, com especial atenção para o Brasil. Apesar da crise econômica que afeta o país, os americanos reiteram que o Brasil é o mais poderoso mercado da região. O gerente-geral da IPW, Malcolm Smith, a maior feira internacional de turismo dos Estados Unidos, disse que a expectativa é de que esse ano 2,2 milhões de brasileiros aterrisem em terras norte americanas.  No sentido contrário, os americanos esperam um crescimento de 9% no volume de turistas no Brasil até 2020, batendo 2,4 milhões de visitantes.

Smith lembrou que, desde 2010, o fluxo turístico dos principais países latinoamericanos dobrou nos Estados Unidos. Além do Brasil, Argentina, Peru, Chile e Colômbia enviarão cerca de 4,4 milhões de turistas para os principais destinos americanos este ano. A previsão é de crescimento de 16% nesse fluxo até 2020, chegando a 5,1 milhões de visitantes.

A US Travel Association está comprometida a facilitar as viagems de países da América do Sul para os Estados Unidos, com a melhoria no programa de vistos e até o apoio à política de isenção da obrigatoriedade. Smith lembrou que após a extinção de exigência do visto para chilenos, em 2014, o fluxo de visitantes daquele país nas cidades americanas cresceu 34%.

Vamos esperar que esse projeto avance pelo continente e chegue ao Brasil, onde começaram há alguns anos as conversas para essa decisão. É esperar que o Itamaraty retome esse assunto, permitindo que os brasileiros tenham mais facilidade nas viagens às cidades americanas.